Blog Um Ser Pensante

expondo o que pensa e sente, enquanto vive...

fixo

Erich Fromm

Erich Fromm
Erich Fromm

Dentre todos os pensadores cuja obra tive contato, Erich Fromm é o que mais me surpreendeu até hoje. Eu ainda não me aprofundei na parte mais teórica de sua obra, mas minha identificação com suas idéias é praticamente total. Ele me fez descobrir partes de mim mesmo e, com isso, desenvolver meus pensamentos, amadurecer meus sentimentos e, enfim, engrandecer minha Alma.

Fromm nasceu em 1900 na Alemanha, país que, junto da vizinha Áustria, abriga os dois pensadores mais importantes para sua obra, fato que ele não fazia a mínima questão de esconder: muito pelo contrário, mostra explicitamente no título de sua autobiografia intelectual, “Meu Encontro com Marx e Freud”.

Originalmente psicanalista, a sua entrega obstinada pelo conhecimento a fim de compreender a condição humana o levou a um amplo universo de ciências. Seus livros não raramente discorrem e percorrem desde Economia e História até Política, Sociologia e Teologia; tudo isso numa linguagem e estrutura acessíveis a públicos fora do hermetismo acadêmico.

Fromm presenciou de perto (até demais) as duas guerras mundiais, sendo que uma delas o levou a mudar-se para os Estados Unidos. Interessante notar que, a despeito da influência que a nação símbolo do consumismo e do “sucesso” do capitalismo poderia exercer sobre qualquer pensador que lá vivesse na época (Peter Drucker, por exemplo – Ah! Como é bom ter um blog, eu tinha que espetar esse cara um dia hahaha!), Erich Fromm não demoveu-se um centímetro de sua interpretação humanista de Marx. Muito pelo contrário, provavelmente o que tenha presenciado lá deve tê-lo afastado ainda mais dos “ideais” capitalistas.

União Soviética - Marx, Engels e Lênin
A propaganda soviética sempre se preocupou em unir as idéias de Lênin e Marx

Por outro lado, Fromm também apercebeu-se da fragilidade na relação que Lênin tentou estabelecer entre a sua “versão soviética” de Comunismo e o pensamento original de Marx. Para Fromm, tanto o capitalismo selvagem estadunidense quanto o socialismo forçado e rígido da União Soviética estavam longe de fornecerem as condições ideais para a necessidade do ser humano de exercer as faculdades que lhe fazem humano: Conhecer e Amar. Apenas uma sociedade seria capaz de fornecer tais condições: o verdadeiro Comunismo humanista de Marx.

Sua preocupação em expôr idéias e conceitos de modo a evitar interpretações dúbias torna Erich Fromm credenciado à pretensão de esmiúçar com propriedade um dos assuntos mais complexos da vida humana: o Amor. Assim, livros como “A Arte de Amar” o colocam definitivamente não apenas como psicanalista, mas como um dos maiores expoentes do pensamento humano do século XX.

E espero eu que, em um futuro próximo, seus ideais inspirem a Humanidade na busca de um mundo melhor. Mas dessa vez, não para uma minoria, mas um mundo melhor para TODOS, confirmando as palavras de Karl Marx através da História.

0 comments