Blog Um Ser Pensante

expondo o que pensa e sente, enquanto vive...

fixo

Filmes: ‘Oblivion’, ‘O Que É Isso Companheiro?’ e ‘Nordeste’

Olá caros pensantes,

Inauguro aqui neste endereço mais uma tentativa de reinserir meu blog no “mundo Google”, já que minhas últimas tentativas têm sido frustradas pelas novas regras que privilegiam as grandes páginas, o blogspot e outros conteúdos convenientes a eles. Sendo o eu.org um domínio razoavelmente “forte”, acho que terei mais chance de aparecer nas buscas do que com o endereço antigo.

O primeiro artigo neste novo endereço é apenas um registro mental de três filmes que assisti recentemente. Não vão poder me acusar de ser um colonizado estadunidense, já que apenas a ficção científica “Oblivion”, com Tom Cruise e Morgan Freeman, é daquele país.

Oblivion

“Oblivion” não chega a ser surpreendente como outras ficções científicas espaciais e futuristas lançadas nos últimos anos (“Sunshine – Alerta Solar”, “Pandorum” ou “Prometheus”), mas tem um argumento existencial interessante. A história se passa após uma guerra entre a Terra e uma força alienígena invasora, e o personagem principal acaba descobrindo que é apenas mais um de muitos clones que os inimigos fizeram de um talentoso astronauta do passado.

E é aí que entra a questão existencial relacionada a clonagem, em parte devido a esse astronauta ter um relacionamento com outra integrante da equipe, que reaparece na Terra após o conflito, devido a ter sido colocada em hibernação (senão, teria morrido muitos anos antes). Bem, ela vai encontrar… o clone. É interessante, assistam, eu recomendo. Tanto para os românticos, quanto para aqueles que “não curtem melação”, pois o filme não se resume ao que se passa entre os dois.

Oblivion - um vinil Pink Floyd The Wall na estante do protagonista
Oblivion – um vinil Pink Floyd The Wall na estante do protagonista

Achei emocionante a forma como o filme coloca os livros e vinis (incluindo um “Pink Floyd – The Wall”) como parte importante da essência do que a personalidade de alguém, do que é ser… humano!!!

O Que É Isso, Companheiro?

Este é um filme nacional que quem me conhece pode achar estranho eu não ter assistido antes. Altamente recomendável, acho que mesmo para quem não é simpático às guerrilhas comunistas que lutaram contra a ditadura nas décadas 60 e 70. “O Que É Isso, Companheiro?” tem muitos atores que vocês reconhecerão de cara, por volta e meia aparecerem em produções globais, e um dos ingredientes interessantes deste filme é exatamente ver esses atores em um contexto completamente “anti-Global”, digamos assim.

O filme conta a história (real) do movimento guerrilheiro MR-8 que, mesmo pequeno e desorganizado, conseguiu roubar um banco e, usando o dinheiro, planejar e executar com sucesso um embaixador estadunidense. Além de conseguirem “trocar” o embaixador por presos políticos, o objetivo era forçar a imprensa a quebrar o silêncio sobre a situação do país na época.

Achei um bom filme, boa produção nacional, com bom elenco, trama e andamento (às vezes filmes históricos – e nacionais – pecam nesse aspecto).

Um detalhezinho: apesar de o filme ser totalmente voltado para a política e a história, o título é a frase que a líder do movimento diz, meio indignada, quando o Fernando Gabeira lhe lasca um belo beijão na boca! hahaha!

O Que É Isso, Companheiro - Gabeira tasca um beijaço na boca da líder do MR-8
O Que É Isso, Companheiro? – Gabeira tasca um beijaço na boca da líder do MR-8

Nordeste

Apesar do nome, o filme não é nacional. Mas também não é estadunidense. O que há de interessante em “Nordeste” é perceber o quanto a pobreza dessa região argentina é semelhante à realidade do nosso nordeste brasileiro.

Não é um filme “festejado” pela crítica, não tem atores famosos (não que eu saiba), aliás nem lembro onde diacho eu encontrei esse arquivo pra baixar. Não achei legendas em português (dublado muito menos), minha sorte é que meu inglês é razoável a ponto de eu entender as legendas nessa língua.

“Nordeste” é um filme sobre infância e desigualdade social. De um lado, uma mulher francesa não poupa esforços nem dinheiro a fim de adquirir um bebê contrabandeado. De outro, uma mulher argentina enfrenta todas as dificuldades de criar um pré-adolescente sozinha, sob terríveis condições financeiras.

Em uma de suas tentativas de comprar um bebê, a personagem francesa acaba se frustrando ao “receber” (como se eu estivesse falando de um “produto” qualquer) uma criança com uma grave doença que seria mortal em poucas semanas. No decorrer do filme, acaba percebendo que não era à toa que muitas crianças daquela região nasciam com doenças semelhantes — pois a qualidade de vida de suas mães estava muito abaixo da necessária para uma gravidez saudável.

No outro lado da história, o menino Martin começa a ser levado para o mundo da criminalidade e dos entorpecentes, mesmo sendo criado por uma mãe carinhosa e preocupada com sua educação. Esta, por sua vez, tem de encarar uma ação de despejo, violência e discriminação por parte dos mais ricos e um aborto.

Uma passagem do filme que destaco é quando a jovem senhora francesa, após conscientizar-se um pouco mais sobre tudo o que ocorria em torno de seu desejo de ser mãe, procura adotar legalmente uma criança num orfanato. A irmã que cuida do lugar, muito sincera e já imaginando o caminho percorrido pela européia a sua frente, lhe expõe toda a situação da região e, dentre vários argumentos fortes, lembra que várias famílias poderiam ser ajudadas a criar seus filhos dentro da própria família com o dinheiro da compra de um bebê.

Fica a reflexão…

“um ser pensante”

Downloads

Oblivion:
formato RMVB, 395,1 MB, dublado em Português

O Que É Isso, Companheiro:
formato AVI, 782,2 MB, áudio em Português com legendas onde necessário (embutidas)

Nordeste:
formato AVI (XVid), 698,2 MB, áudio em Espanhol e Inglês,
legenda em Inglês (aqui)

Obs.: depois de clicar no link, para baixar clique no botão “download” :-)

0 comments