Blog Um Ser Pensante

expondo o que pensa e sente, enquanto vive...

fixo

11 de Setembro – Se você realmente se importa, não ignore este artigo

O "11 de setembro"
O “11 de setembro”

Olá, caro ser pensante que visita esta página.

Agradeço, em nome de milhares de pessoas, ao seu interesse em atender ao meu apelo no título. Este artigo, sobre mais um aniversário da queda das torres gêmeas do World Trade Center nos EUA, vem sugerir alguns materiais que informam sobre tantas dúvidas que ainda pairam sobre o caso.

Essas dúvidas são tão sérias que levaram o ator Charlie Sheen a questionar diretamente o presidente Barack Obama no vídeo abaixo:

Apesar dessa e de muitas outras iniciativas, a nossa grande mídia convencional (Globo, Veja…) não divulga as claras contradições que aparecem, por exemplo, neste vídeo; e desqualifica qualquer questionamento a versão oficial, classificando-as indiscriminada e invariavelmente como teorias de conspiração.

MEU AMIGO SER PENSANTE, É O QUE LHE PEÇO AQUI, SE VOCÊ REALMENTE SE IMPORTA, NÃO COMETA ESSE ERRO!!! LEMBRE-SE, QUANDO SE TRATA DE PODER E DINHEIRO, CERTO TIPO DE GENTE É CAPAZ DE QUALQUER COISA!!!

As controvérsias que envolvem os supostos atentados às Torres Gêmeas do World Trade Center em Nova Iorque, no dia 11 de setembro, vão muito além de “pequenas coisas estranhas”.

Aqui neste blog eu postei, como parte da série Visão de Mundo, um artigo sobre o documentário Zeitgeist, O Espírito do Tempo. Este vídeo é dividido em três partes, sendo que a segunda (“O Mundo Todo É um Palco”) é dedicada ao 11 de setembro. Coloco abaixo um vídeo apenas com essa segunda parte do documentário:

Vale destacar que, caso o 11 de Setembro tenha sido “forjado” pelo próprio governo dos EUA, não é a primeira mentira do tipo na História do mundo. Para consolidar seu poder na Alemanha Nazista, Adolph Hitler mandou incendiar o próprio parlamento alemão (“Reichstag”), usou a mídia para jogar a culpa nos comunistas e criar um clima que “demandasse” a concentração de poderes em suas mãos. Soa familiar? Pois, no caso dos EUA, o “ataque” serviu para legitimar, perante o mundo, a invasão do Afeganistão e o Iraque. Aliás, onde estavam mesmo as armas químicas? E o que o Iraque tinha a ver com a estória toda afinal?!

“Zeitgeist” não foi o primeiro e nem seria o último documentário a levantar fortes acusações com uma quantidade e qualidade impressionante de vídeos, documentos e depoimentos que atacam a versão oficial. Michael Moore, autor de “Tiros em Columbine”, “Sicko” e “Capitalismo, Uma História de Amor” chocou o mundo com “Farenheit, 11 de Setembro”, onde ele faz uma devassa na vida de George Bush e suas ligações com o negócio de petróleo e armas, passando pelas relações entre os Estados Unidos e a própria família Bin Laden, até os atropelos e contradições nas investigações que se seguiram ao atentado.

Então, tenha uma ótima sessão de cinema, e uma reflexão produtiva. Se puder, compartilhe seus comentários, observações e o que tiver a dizer a respeito do tema e do material citado.

Abraço,

um ser pensante