Blog Um Ser Pensante

expondo o que pensa e sente, enquanto vive...

fixo

Psicologia, Psiquiatria e Psicanálise – Qual a diferença?

Psicologia, Psiquiatria, Psicanálise
Psicologia, Psiquiatria, Psicanálise

Demorou mas caiu a ficha, e experiências próprias também ajudaram. Psicologia, Psiquiatria e Psicanálise são áreas muito próximas, relacionadas entre si, mas estão longe de ser a mesma coisa. Em sua definição teórica, têm em comum o fato de serem ciências que se ocupam da mente humana, do nosso comportamento. Em sua aplicação prática, é muito importante ressaltar que, apesar de também poderem ser aplicadas a doenças mentais (e a despeito do preconceito que muita gente tem), estão cada vez mais longe de serem “coisa para louco”. Até porque o famoso ditado popular cabe bem aqui: de médico e louco… Considerando que a sociedade não ajuda muito, ambas as ciências acabam por ter um papel PREVENTIVO fundamental; então, se algum dia você tiver de se deparar com um profissional da área, não encare isso como o fim do mundo.

Ok, mas qual a diferença entre esses três termos?

Em primeiro lugar, a maior diferença aqui é entre Psicologia e Psiquiatria. Apesar de levarem em consideração uma o conteúdo da outra, a Psicologia tem como foco a mente em si — os pensamentos, sentimentos e comportamentos –, enquanto a Psiquiatria, sendo um ramo da Medicina, enxerga a atividade mental como produto de nosso sistema nervoso, em especial o cérebro. A diferença fica mais clara ao analisar-se como um psicólogo e um psiquiatra agem sobre uma determinada situação, por exemplo, a depressão.

Dentro da Psicologia, a compreensão e o tratamento de um caso de depressão se dá no nível mental. Ou seja, se uma pessoa apresenta pensamentos, sentimentos e comportamentos depressivos, o psicólogo tentará identificar se os fatores que levaram a esse quadro são relacionados a perfil, estrutura e formação da personalidade; convivência com a família e a sociedade, seus hábitos e modo de vida; sua sensibilidade, sua percepção de mundo, o ambiente que o circunda e a interação com este desde a infância até o momento presente.

Na Psiquiatria, o foco é mais químico e biológico (claro, pois trata-se de uma área da Medicina). O psiquiatra lida com o quadro mais como um conjunto de sintomas que possam estar indicando um mal funcionamento do cérebro: desequilíbrio na produção de hormônios como dopamina, adrenalina e outras, alguma lesão ou tumor, etc.

Antes de avançar mais nessa questão, é necessário agora definir a diferença entre Psicologia e Psicanálise.

Psicanálise é uma área dentro da Psicologia. Ou seja, todo psicanalista é psicólogo, mas o inverso não é verdadeiro. Bem, isso não será uma definição exata, mas serve como orientação: a Psicanálise é exatamente a área (ou uma das áreas) da Psicologia que trata da compreensão do indivíduo, da formação de sua personalidade, das causas do seu comportamento; portanto, é a formação em Psicanálise (ser um psicanalista) que dá ao psicólogo a capacitação para cuidar de pessoas.

É claro, o que foi dito acima só faz sentido dizendo que existem outras áreas dentro da Psicologia que não a Psicanálise, por exemplo:

  • a psicologia social: o estudo do comportamento com foco nas sociedades – costumes, lugar, época etc.;
  • a psicologia cognitiva: trata do aprendizado, da “inteligência”;
  • e o famoso behaviorismo ou psicologia do comportamento: estudo do comportamento sem analisar fatores individuais, por exemplo, padrões de comportamento e reações instintivas.

Sendo o psicanalista / psicoterapeuta o encarregado do tratamento e acompanhamento de indivíduos, é este o tipo de psicólogo que mais é confundido com psiquiatra.

Bem, continuando com o exemplo da depressão. Um psicólogo tentará combater os fatores que afetam o paciente tentando orientar seus pensamentos, sentimentos e comportamentos, fazendo-o compreender melhor a situação e ensinando-o a lidar com ela. Tentará sugerir novos princípios, hábitos, atitudes, sempre respeitando o que a pessoa é (considero aqui que o profissional é competente). Digo isso porque muita gente pensa que irá “perder a personalidade”, “deixar de ser o que é” ao se submeter a uma terapia, o que não poderia estar mais longe da verdade. Pelo contrário, o psicólogo acaba nos ajudando a descobrir o que e quem realmente somos, retirando de dentro de nós aquilo que foi embutido por traumas, reações a acontecimentos passados, regras da sociedade, etc.

Bom, da mesma forma que o psicólogo combaterá pensamentos com pensamentos, um psiquiatra usará biologia contra biologia (me refiro aqui a problemas visíveis – tumores, má-formações etc. – nos órgãos do sistema nervoso: cérebro, nervos…) e química contra química. E aqui vem uma grande diferença perceptível na prática: SÓ O PSIQUIATRA PODE INDICAR MEDICAMENTOS!

Como eu disse anteriormente, embora cada uma das áreas tenha seu foco, e até uma certa rivalidade devido ao ponto de vista de cada uma em relação a mente humana, elas não descartam totalmente os conhecimentos uma da outra. Apesar de chegar a considerar a hipótese de que um indivíduo possa superar uma situação sem remédios, até por uma questão de conforto (“aliviar o sofrimento enquanto o tratamento evolui”) um psicoterapeuta pode indicar um psiquiatra se achar que é o caso. Um psiquiatra também pode indicar um psicoterapeuta para acompanhamento de seu paciente, se achar que pode ajudar ou mesmo que a origem do problema é algum trauma psicológico ou outra coisa fora do escopo psiquiátrico.

Mas o mais importante aqui é o seguinte: uma área não é “melhor do que a outra”. Ambas tem sua visão e seu papel. Nenhuma das duas ciências tem a solução definitiva para todos os problemas. Em alguns casos, pode ser que só a psicoterapia resolva. Em outros, talvez um medicamento seja suficiente. Em outros ainda, as duas abordagens podem solucionar o caso sozinhas, ou em conjunto; ou mesmo as duas juntas podem não ser o bastante, ou podem melhorar 80%, 90% a sua vida.

Como cada um é cada um (pelo menos pra Psicanálise), só testando pra saber.

E olhe lá…

Espero ter contribuído.

Abraços

Um ser pensante

 

0 comments